Nos Bastidores

Polícia intima Felipe Neto por chamar Bolsonaro de ‘genocida’

Youtuber Felipe Neto (Reprodução)


Felipe Neto se pronunciou após ter sido intimado a depor por chamar o presidente Jair Bolsonaro de “genocida”. Quem fez a denúncia contra o YouTuber foi o vereador Carlos Bolsonaro, filho “número dois” do presidente. Felipe responderá por “crime à segurança nacional”.

Em vídeo divulgado na noite de ontem, depois da intimação, o youtuber disse que não pode usar outra palavra para se referir a quem tomou diversas atitudes não recomendadas pelos cientistas durante a pandemia de Covid-19. Felipe lembrou que Bolsonaro se referiu à pandemia como “gripezinha”, provocou aglomerações e foi combativo com governadores que tentaram impor medidas de isolamento social.

O youtuber alegou, em seu desabafo, que o objetivo da família Bolsonaro é fazer com que as pessoas tenham medo de se opor ao governo. “Vou enfrentar, como sempre enfrentei, as tentativas de silenciamento por parte desse governo. Vou continuar nessa posição sem medo, porque esse é o objetivo principal dessas pessoas: a imposição do medo. Que você tenha medo. Eles sabem que eu tenho como me defender, que tenho recursos e não vai dar em nada essa acusação completamente descabida e ilegal. Mas eles querem propagar o medo. O povo não deve jamais ter medo do governo. O governo é que deve ter medo do seu povo”, afirmou Felipe Neto no vídeo divulgado nas redes sociais. 


(*) Com informações do Isto É

Nenhum comentário