Nos Bastidores

Justiça faz audiência sobre caso Kimberly, morta a facadas pelo ex-namorado



A Justiça do Amazonas concluiu nesta sexta-feira, 19, em Manaus, a audiência de instrução da ação penal sobre a morte de Kimberly Karen Mota de Oliveira, ex-miss Manicoré, morta em maio de 2020 aos 22 anos. O réu no processo é Rafael Fernandez Rodrigues, ex-namorado da vítima.


A audiência foi realizada por videoconferência por causa das medidas de prevenção à Covid-19.


Durante o ato, uma testemunha arrolada pela defesa foi ouvida e, em seguida, foi dado início à última etapa da audiência, que consiste no interrogatório do réu. Mas Rafael Fernandez Rodrigues exerceu o direito de ficarem silêncio (previsto no artigo 5.º, LXIII da Constituição Federal e artigo 186 do Código de Processo Penal) e optou por não responder as perguntas da promotora de Justiça Clarissa Moraes Brito e do juiz Anésio Rocha Pinheiro.


Rafael Fernandez Rodrigues permanece no Centro de Detenção Provisória Masculino de Manaus. Ele foi denunciado pelo Ministério Público Estadual (MPE) por feminicídio, motivo torpe e impossibilidade de defesa da vítima.


Próximos passos

Após o encerramento da audiência de instrução e julgamento desta sexta-feira, o juiz de Direito Anésio Rocha Pinheiro abriu prazo de cinco dias corridos para a apresentação das alegações finais pelo Ministério Público. Após a apresentação, a defesa terá o mesmo prazo para as alegações finais.

(*) Com informações do G1

Nenhum comentário