Nos Bastidores

Bolsonaro diz que culpa da alta nos preços é do isolamento social

 

O presidente também comentou a alta do ICMS sobre o diesel por parte de alguns estados, apesar da redução do PIS e da Cofins (Agência Brasil)

O presidente Jair Bolsonaro em conversa com apoiadores no Palácio do Planalto nesta segunda-feira, 15,  atribuiu a alta no preço dos alimentos a "política do fica em casa "A política do fica em casa, feche tudo, que destruiu milhões de empregos, a consequência está aí. Imagine se o homem do campo tivesse ficado em casa, não teria alimento para ninguém. Agora, todo mundo é responsável, quem é que está com essa política do fica em casa? Não sou eu", disse. 

O presidente também comentou a alta do ICMS sobre o diesel por parte de alguns estados, apesar da redução do PIS e da Cofins. No início de março o governo federal anunciou a suspensão da cobrança dos impostos na tentativa de conter a alta no preço do combustível. . "Dezenove governadores aumentaram o ICMS. Eu baixei o imposto para ficar mais barato o diesel e o gás de cozinha e 19 governadores querem que vocês continuem pagando alto", disse o presidente, na saída do Palácio da Alvorada. 

Segundo ato do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), não aumentaram os impostos na segunda quinzena de março os seguintes estados: Bahia, Ceará, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará e Pernambuco.

(*) Com informações do Em Tempo

Nenhum comentário