Nos Bastidores

Kayne West é proibido de fazer raps sobre Kim Kardashian em acordo de divórcio de R$ 11 bilhões de reais


Kayne West será proibido de fazer raps sobre a socialite Kim Kardashian, e sobre o relacionamento do casal segundo aponta uma parte do acordo de divórcio estimado em $ 2,1 bilhões de dólares (pela cotação atual, cerca de R$ 11,3 bilhões de reais).  

Segundo informações do jornal ‘Daily Mirror’, a cláusula de ‘amordaçamento’ é um elemento central do documento que trata das propriedades de ambos e a guarda conjunta dos quatro filhos que eles têm juntos. 
 
Um dos ouvidos pela publicação que acompanha de perto as tratativas e que deixam claro que incluem a produção artística do rapper, afirma: “Uma grande negociação que eles precisam resolver é o que eles podem e o que não podem dizer um do outro”. 

Além da carreira, por um lado, a liberdade criativa do rapper será afetada pelo acordo, há também o reality show 'Keeping up with the Kardashians', que trata dos dramas da família de Kim, que mesmo com data marcada para terminar no final do ano, ainda terá episódios inéditos.  


A socialite permitiu que o programa acompanhasse a batalha para tentar salvar o seu casamento - as na última sexta, 19, Kim entrou com pedido de divórcio depois de quase sete anos de relação - nos últimos noves meses. 


“Tudo na vida de Kim foi documentado na câmera e isso não é diferente - exceto grandes exceções que serão feitas para proteger Kanye. Será uma série muito emocionante, com foco principalmente na jornada de Kim. O casamento deles acabou, mas a amizade e o compromisso com os filhos, não.” afirma uma fonte. 


Mesmo que o casal tenha um acordo pré-nupcial, ainda precisam saber como vão dividir o seu império imobiliário. A socialite quer ficar com a mansão em Calabasas, na Califórnia, enquanto West pode morar no rancho de no Wyoming. “Até agora, os dois têm sido amigáveis sobre suas propriedades", disse uma fonte próxima de ambos.  


(*) com informações da Revista Monet. 

Nenhum comentário