Nos Bastidores

Após ser preso, Belo não quis informar a senha do celular para a polícia


Na última quarta-feira, 17, Belo, como é conhecido Marcelo Pires Vieira, foi preso. Com ele, a polícia ainda apreendeu alguns objetos do cantor em cumprimento de mandado de busca e apreensão. Na delegacia, o artista não quis informar a senha de acesso ao seu celular, um dos itens apreendidos. 

Ao ‘Extra’, os advogados de Belo afirmaram que a negativa para a senha se deu por conta de ser mesmo de cartões e contas bancárias do cantor. Com isso, os investigadores pediram que o número fosse alterado para o acesso ao aparelho, contudo, o cantor negou o pedido. 

Ainda sim, os investigadores conseguiram mexer no telefone do cantor. Na última quinta-feira, 18, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro concedeu um habeas corpus ao cantor. 


Além do celular do cantor, a polícia apreendeu na casa dele na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro, duas pistolas, munição, celulares, computadores, R$ 39 mil em espécie, 3,6 mil euros (o equivalente a R$ 23.400) e 1,1 mil dólares (R$ 7.200). 


Belo é investigado por fazer um show em uma escola estadual no Parque União, no Complexo da Maré, no Rio de Janeiro sem autorização da Secretaria Estadual de Educação. 

 

(*) com informações do IstoÉ. 

 

Nenhum comentário