Nos Bastidores

Cantora inglesa fala sobre vícios em drogas e álcool que adquiriu em turnê com Miley Cyrus


A cantora inglesa, Lily Allen, se abriu em uma entrevista ao ‘Daily Mail’ sobre as diversas mudanças que passou na vida, e uma delas foi sobre o vício em álcool e drogas que adquiriu durante uma turnê para apoiar Miley Cyrus.

Lily contou que estava abalada com seu corpo pós-gravidez e não se sentia como uma cantora sensual. “Tive duas gestações bem-sucedidas e, cerca de seis meses depois que meu filho mais novo nasceu, ficamos sem dinheiro, e tive que voltar a me apresentar novamente. Mas eu pesava 88,9 quilos e não me sentia nem um pouco como uma estrela pop”, começou.

“Fiquei viciada nela [heroína], porque ela fazia com que eu me sentisse invencível. Daí eu acabei apoiando a Miley Cyrus em uma turnê na América. Foi quando ela estava fazendo a música ‘Wrecking Ball’ – foi uma turnê altamente sexualizada. Eu tinha acabado de passar os últimos três anos empurrando bebês para fora. Não poderia me sentir menos[sexy]. Eu nunca havia apoiado ninguém [em turnês]…” revelou a cantora.

“Percebi que estava levantando de manhã e engolindo mini garrafas de vodca, uísque ou o que quer que tivesse sobrado. Sem as drogas… Eu estava pensando: ‘acho que tenho um problema com a bebida. E nenhuma dessas atuações está funcionando mais. Talvez eu deva experimentar heroína”, completou. Lily conseguiu se recuperar, mas revelou que foi um período difícil em sua vida.

(*) com informações do IstoÉ.

Nenhum comentário