Nos Bastidores

Advogado Michel Moussallem, que realizava ações sociais em Manaus, morre de Covid-19


MANAUS – O advogado Michel Moussallem, de 43 anos, morreu nessa sexta-feira, 22, em Manaus, em decorrência de complicações da Covid-19. Ele estava internado há 30 dias no Hospital Rio Negro e, segundo familiares, se encontrava há 7 dias na Unidade de Terapia Intensava (UTI) da unidade lutando contra a doença. Como advogado, Michel atuava nas especialidades civil e de direito tributário. Era ainda pastor, teólogo e trabalhava como professor particular.

A irmã de Michel, a empresária e jornalista Cileide Moussallem, do Portal CM7, contou que o advogado também trabalhava em obras sociais. “Meu irmão era educado, honesto e um ótimo profissional. Um homem dócil e se dedicava de coração para obras sociais, trabalhando em projetos na igreja que tinham como objetivo o acolhimento de jovens em situação de rua”, lembrou Cileide.

Nota de pesar do Portal CM7 foi divulgada nas redes sociais (Reprodução)

A Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Amazonas (OAB/AM) também se posicionou e, em nota de pesar, lamentou profundamente o falecimento de Michel Moussallem e prestou sinceros sentimentos à família e aos amigos.

Michel Moussallem deixa uma filha de 8 anos e a esposa, com quem era casado há 10 anos. A mãe de Michel, Eulália Moussallem, também está internada no Hospital Rio Negro. Ainda, segundo a família, ela ainda não apresentou quadro de melhora.

O velório de Michel Moussallem acontecerá a partir das 12h deste sábado, 23, na Funerária São Francisco, localizada no bairro Cachoeirinha, Zona Sul de Manaus.

Pandemia no Amazonas

A atualização do Boletim Diário de Covid-19, disponibilizado pela Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) nessa sexta-feira, 22, indicou 3.975 novos casos da doença, totalizando 245.157 casos no Estado.

Segundo o boletim, foram confirmados 132 óbitos por Covid-19, elevando para 6.889 o total do número de mortes. De acordo com a Prefeitura de Manaus, foram registrados 89 novos sepultamentos em decorrência da doença, até o momento da divulgação do boletim.

 (*) Por Marcela Leiros, Revista Cenarium.

Nenhum comentário