Nos Bastidores

Ministério Público Federal aceita denúncia de homofobia feita contra Ana Paula Valadão


Recentemente a cantora gospel Ana Paula Valadão foi denunciada ao Ministério Público Federal por homofobia. As declarações homofóbicas aconteceram em 2016, durante o Congresso Diante do Trono, mas só viralizaram neste ano. A denúncia foi feita pelo ativista LGBTI+ Agripino Magalhães, e aceita dia 17 de novembro de 2020 pelo procurador Helder Magno da Silva.

Na época, Ana Paula disse: “A Bíblia chama de qualquer opção contrária ao que Deus determinou, de pecado. E o pecado tem uma consequência que é a morte. Taí a aids para mostrar que a união sexual entre dois homens causa uma enfermidade que leva à morte e contamina as mulheres, enfim… Não é o ideal de Deus.”

Para justificar a abertura do inquérito, o procurador disse que as falas da cantora são baseadas na desinformação. “Remonta à década de 1980 a narrativa da AIDS como “doença/câncer/peste gay” ou mesmo “castigo de Deus”, que se baseava na desinformação sobre o vírus e desconhecimento sobre a doença; tal concepção, inclusive, foi há muito superada pelo conhecimento médico-científico.” Concluiu.

(*) com informações do IstoÉ.

 

Nenhum comentário