Nos Bastidores

Largados e Pelados ganhará versão brasileira


O sucesso da TV paga, Largados e Pelados, finalmente ganhará sua versão brasileira. Atualmente, a produção busca participantes interessados em se aventurarem por lugares inóspitos completamente nus – vale lembrar que o Discovery coloca blur (borrão) sobre suas partes íntimas.

O ‘Notícias da TV’, do UOL, chegou a ter acesso a um anúncio de casting (seleção de elenco) que circula pelas redes sociais. "Se você sabe como se virar nas situações mais extremas, inscreva-se no maior reality de sobrevivência, agora no Brasil", diz a imagem.

Entretanto, em contato com a reportagem, a equipe do Discovery Channel informou que o processo de escolha de elenco será feito através do site oficial, e não da empresa que divulgou a foto no Facebook e no Twitter.

"A Discovery vai produzir uma versão de Largados e Pelados, série de maior sucesso do canal Discovery, com a participação de brasileiros. O casting call terá início em breve no Discovery.com. A versão norte-americana sempre figurou entre as maiores audiências do Discovery no Brasil", informou o canal por meio de nota.

O Largados e Pelados é produzido desde 2013 pela Discovery norte-americana - lá, o programa é conhecido por Naked and Afraid. O sucesso é tão grande que as temporadas foram ficando cada vez mais longas: a atual, a 11ª, já exibiu 30 capítulos e não tem previsão de acabar, enquanto a primeira teve apenas seis episódios.

A cada programa, uma dupla que não se conhece é levada para um local inóspito, onde se encontra pela primeira vez. Nus, eles recebem uma espécie de bolsa de couro em que há um transmissor de microfone sem fio, um mapa, uma câmera e um diário. Precisam se aproveitar dos recursos à sua volta para sobreviverem 21 dias.

Eles são proibidos de levar comida e água e não podem vestir nem calçar nada --o Discovery coloca um blur (borrão) sobre suas partes íntimas. O desafio é sobreviver em selvas e ambientes áridos. Já foram gravados episódios em mais de 30 países, incluindo África do Sul, Filipinas, Moçambique, Canadá, México e Croácia.

O Brasil também foi já cenário do Largados e Pelados norte-americano em seis episódios diferentes, espalhados em três temporadas (a terceira, a nona e a décima). Um dos episódios mais marcantes ocorreu no Jalapão, parque estadual do Tocantins, que na época também servia de cenário para a novela O Outro Lado do Paraíso (2017).

O sucesso do Largados e Pelados é tão grande que outros canais beberam na fonte para criar suas versões. O Multishow, por exemplo, estreou em julho deste ano o Se Sobreviver, Case, com casais de noivos que testavam seus relacionamentos durante uma temporada de sobrevivência na selva --também nus. No final da experiência, precisavam decidir se iam seguir em frente com o casamento ou não.

Confira a nota completa do Discovery Channel sobre a produção do Largados e Pelados no Brasil:

"A Discovery vai produzir uma versão de Largados e Pelados, série de maior sucesso do canal Discovery, com a participação de brasileiros. O casting call terá início em breve no Discovery.com.

A versão norte-americana estreou no canal no final de 2013 e desde sempre figurou entre as maiores audiências do Discovery no Brasil.

Na série, os participantes são sempre desconhecidos, apresentados um ao outro quando já estão nus, no próprio local onde serão testadas suas habilidades para sobrevivência. Consigo não levam absolutamente nada além de seus conhecimentos prévios e um item pessoal.

Em cada episódio a série narra a aventura de sobrevivência de um dos casais compostos por pessoas com as mais distintas experiências profissionais e culturais: de dublês do cinema a professores de técnicas de sobrevivência, de especialistas em caça primitiva a naturalistas, todos eles precisarão driblar o constrangimento inicial e aprender a usar um estranho como seu único aliado em meio aos perigos da natureza.

Largados e Pelados tem seus spin-offs Largados e Pelados - A Tribo, uma versão ainda mais extrema do desafio, e Largados e Pelados: Sozinhos, que também estão entre as maiores audiências do canal." 

(*) com informações do UOL.

Nenhum comentário