Nos Bastidores

Patrícia Lopes vem agregando cada vez mais apoio da população de Figueiredo

(Divulgação)

A atual vereadora e candidata à prefeitura de Presidente Figueiredo, Patrícia Lopes, vem se mostrando a preferida do município. Isso é o que tem mostrado as caminhadas e visitas que tem sido realizadas, onde a população da sede e das comunidades, tem abraçado o projeto de mudança proposto por Patrícia e seu vice, Anderson Leal.

Em seu terceiro mandato como vereadora, Patrícia tem um histórico de gestora com grande eficiência, principalmente após sua passagem pela presidência da Câmara Municipal.

A candidata, que é enfermeira, propõe a construção de um novo hospital com maternidade, pediatria e UTI, a instauração de uma Unidade de Pronto Atendimento na Vila Balbina, além de um Centro de Atendimento Psicossocial e um Centro de Especialidade Odontológica em Presidente Figueiredo. Grandes nomes da política local, incluindo senadores, deputados federais e estaduais, tem garantido que enviarão emendas para viabilizar tais projetos.

Outro ponto de destaque em seu plano de governo é o foco no turismo, uma vez que o município é hoje o principal destino turístico do Amazonas, mas investe pouco e não possui grandes receitas deste setor. A intenção é torná-lo mais atrativo, com a diversificação do segmento, aumentando não só a receita do município, como gerando mais empregos. Uma das propostas que mais tem recebido apoio da população, principalmente nas comunidades, é o projeto de melhoria no escoamento agrícola e na infraestrutura desses locais.

Patricia Lopes e Anderson Leal são moradores da cidade, onde residem com suas famílias, e por isso, sentem na pele as necessidades da população. Ela foi a vereadora mais nova de Figueiredo, e uma das primeiras mulheres, eleita com apenas 23 anos. Cumpriu de maneira integral os seus 3 mandatos, e sempre teve muito compromisso com a ética, respeito aos direitos humanos, apoiando os trabalhadores do município. Em dois anos de mandato como presidente da Câmara, além de estruturar o plano de carreira dos servidores, que aguardavam a tantos anos, ela foi responsável pela construção, sem custos adicionais, do prédio novo para que o legislativo municipal saisse do aluguel, gerando economia aos cofres públicos. Um fato que chama a atenção, é que durante a construção deste prédio, Patrícia investiu parte do recurso, que gerou um rendimento de mais de 100mil reais, que foram reinvestidos em melhorias no município.

Seu vice-prefeito, que é o vereador Anderson Leal (Podemos), é técnico de enfermagem, servidor público municipal e educador físico. Ocupa pela segunda vez a cadeira na Câmara de Vereadores de Presidente Figueiredo e também compôs, ao lado de Patrícia, a mesa diretora da Câmara. A parceria de trabalho entre os dois, se mostrou tão próspera, que se uniram nesse projeto de transformação de Figueiredo.

Em seus discursos, ambos falam da paixão pelo município, e das dificuldades enfrentadas durante todos esses anos, como a falta de hospitais e escolas. 

Nos últimos 20 anos, o ciclo político tem se caracterizado como vicioso, uma vez que os personagens são os mesmos e tem apenas feito um “jogo de cadeiras”, na alternância de poder. 

No entanto, ao que tudo indica, esse ciclo está perto do fim. De acordo com   internas, e com o amplo apoio recebido pela população e lideranças da cidade, Patrícia Lopes é a única mulher com chances reais de quebrar essa ‘era’ em que dois grupos políticos se revezam no poder.

(*) Com informações da assessoria 

Nenhum comentário