Nos Bastidores

Candidata à prefeitura de Presidente Figueiredo tem destaque em debate

Debate entre os candidatos a prefeito do município de Presidente Figueiredo realizado pela TV Norte, antes das eleições deste ano, contou com a participação de sete candidatos, dos dez inscritos.

Dois deles o partido não tem representatividade no Congresso, não foram convidados e o candidato do PSC, Ricelli Ponte, que teve o mandato de vereador cassado em junho, após trocar o PDT, pelo partido do governador Wilson Lima recusou o convite, alegou problemas pessoas. 

No primeiro bloco, as perguntas feitas pelos candidatos tiveram temas livres. Cada candidato teve 30 segundos para perguntas, um minuto para as respostas, um minuto para réplica, não teve tréplica. 

Entre os candidatos o destaque ficou para a enfermeira, Patrícia Lopes (MDB), que é vereadora de Presidente Figueiredo e ex-presidente da Câmara Municipal.

Lopes destacou que em sua administração na Câmara enxugou a máquina, economizou recursos para construir a sede do poder e ainda doou R$ 120 mil para a prefeitura da cidade, para a aquisição de um mamógrafo, o que até hoje não aconteceu. 

A enfermeira Patrícia destacou ainda o compromisso com a saúde, a sustentabilidade, ambiental, econômico e social, para o município desenvolver e gerar emprego e renda. 

A candidata afirmou que nos últimos 20 anos, Presidente Figueiredo teve os mesmos prefeitos e andou em círculos, "É necessário andar pra frente, acreditar no futuro e que ainda tem esperança”, afirmou.

Lopes pediu ainda, nas suas colocações finais, o voto dos indecisos. “Analisem as nossas propostas e que tenha coragem de apostar em um novo caminho para o nosso munícipio, para a nossa política e para a nossa gente”, finalizou.

De acordo com o gerente geral da TV Norte Alexandre Rocha, hoje o objetivo do grupo é a inovação "Esse debate é um investimento próprio e inovador, envolvendo marketing, jornalismo e a área digital. Além de Figueiredo, serão realizados debates com o candidatos a prefeito de Parintins, Iranduba e Manacapuru.

Nenhum comentário