Nos Bastidores

INCLUSÃO SOCIAL | Ex-secretária da SEPED critica projeto 'academias ao ar livre' e cobra mais fiscalização de vereadores

(Reprodução/ Facebook)

Marcele Fernandes - Agência GR7

Por meio de uma live no Facebook, a candidata Viviane Lima (PSB) se manifestou sobre temas como campanha eleitoral, inclusão de projetos e questionamentos ao projeto do prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB).

Em pronunciamento, Viviane destaca ‘tuíte’ de Arthur Virgílio sobre gestão de projeto de academias ao ar livre.

(Reprodução/ internet)

(Reprodução/ internet)

“Prefeito, eu não me encontrei, não encontrei minhas filhas aqui e não encontrei as pessoas com deficiência nessa postagem”, diz.

A candidata também questiona sobre a adaptação das academias para as mães de crianças com deficiências. 

“Não dava para essas 70 academias e esses 70 playgrounds que foram criados, realmente não tinha como fazer com que eles fossem acessíveis e inclusivos?”, questiona.

Viviane desabafa e descreve insatisfação com o projeto.

“As pessoas com deficiência não se encaixam nisso? Entre 70 [academias] não teve um vereador que destinasse a emenda ou fizesse um indicativo para isso?”, diz.

“Cadê os brinquedos acessíveis? Cadê as gangorras para as crianças que são usuárias de cadeira de rodas? Cadê esse espaço?”, questiona Viviane.

Ao decorrer da live, a candidata descreve as dificuldades que enfrenta sendo mãe e ativista pela causa.

“A mãe precisa respirar. É muito complicado você lidar no dia a dia com as dificuldades quando se tem um filho com deficiência. Aí a mãe quer ir lá fazer o exercício, ela até pode porque ela não é pessoa com deficiência mas não dá pra ir porque não tem como chegar lá e colocar o filho. Não tem como”, diz.

Segundo a ativista, se eleita, serão feitas duas propostas em seu mandato que são as praças inclusivas e praias acessíveis.

Sobre as praças, a candidata fala sobre o projeto que abrange a ideia de brinquedos acessíveis. Já sobre as praias, Viviane comenta:

“Gente, são as cadeiras anfíbias. Eu vou logo abrir aqui pra vocês mas não é só isso. Mas eu vou, ao longo da campanha, colocar e descrever direitinho a nossa proposta, de que forma vai funcionar pra gente poder explicar pra vocês.”

História 

Amazonense, mãe de três meninas: Ana Victória (21), Maria Luiza (18) e Júlia Lima (14), militante há 21 anos na causa da Pessoa com Deficiência (PcD) e casada com Carlos Júnior. Essa é Viviane Lima.

A história começou quando a candidata se tornou mãe de duas adolescentes com diagnóstico de Microcefalia e, em outubro de 2015, quando acompanhou o noticiário sobre a microcefalia – descoberta no nordeste brasileiro – e pode externar toda sua experiência de vida e de luta com as filhas.

“A partir desse momento e com minha vivência senti uma enorme empatia com essas mães, que iriam enfrentar a dura realidade de se ter um filho com deficiência no Brasil. Então, a partir daí o que era para mim uma luta por minhas filhas, passou a ser uma causa maior”, relata.

Por meio desse trabalho, Viviane já participou como convidada em muitas audiências em prol da causa da Pessoa com Deficiência, no âmbito Municipal, Estadual e Federal, sempre defendendo a aplicabilidade da Lei Brasileira de Inclusão (LBI) - Lei 13.146.

Condecorada com as 3 medalhas de maior honraria do Estado do Amazonas, pelos serviços prestados a sociedade em especial ao segmento da Pessoa com Deficiência.

• Medalha Tiradentes – Policia Militar do Amazonas

• Medalha Ruy Araújo – Assembleia Legislativa do Estado – Resolução nº 701

• Medalha Imperador D. Pedro II – Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas

Nenhum comentário