Nos Bastidores

Caetano Veloso relembra quando pôde voltar ao Brasil após exílio no exterior, na época da ditadura


O cantor Caetano Veloso abriu o baú de memórias e relembrou um registro de 1971, que marca o seu regresso ao Brasil, depois de dois anos de exílio no exterior, durante a ditadura militar no Brasil. Na ocasião, de acordo com o compositor, o seu retorno ao país foi autorizado para uma missa em homenagem a seus pais. Ele, então, foi recebido com festa na Bahia.

"1971, quando, após ficar dois anos exilado e longe do meu país, fui autorizado a voltar para o Brasil para a missa de 40 anos de casamento dos meus pais. Fui recebido com muito carinho em Santo Amaro", explicou Caetano aos fãs, sobre a imagem em que aparece rodeado de pessoas, com instrumentos musicais.

Após Caetano compartilhar sua lembrança, fãs comentaram o episódio. Alguns deles destacaram o semblante "triste" do artista, por ter ficado aquele período longe do Brasil contra sua vontade.

"Foto histórica", disse um fã. "Essa foto retrata a tristeza embutida nos olhos de quem esteve longe forçadamente", consta de outro comentário.

"Voltar à sua casa, à sua família, à sua gente deve ter sido uma grande alegria, uma paz. Mas seus olhos estão tristes", observou ainda uma admiradora de Caetano.


Nenhum comentário