Nos Bastidores

Bolsonaro desiste de criar o Renda Brasil e assegura que manterá o Bolsa Família

BRASÍLIA — O presidente  Jair Bolsonaro usou as redes sociais, nesta terça-feira, 15, para desautorizar a equipe econômica comandada pelo o outrora superministro Paulo Guedes. A equipe econômica quer propor o congelamento dos benefícios previdenciários, como aposentadorias e pensões, nos próximos dois anos.


Bolsonaro disse que foi "surpreendido por manchetes em todos os jornais" sobre o congelamento das aposentadorias e pensões. "Jamais tiraria dinheiro dos pobres para dar aos paupérrimos", reagiu o presidente.

Segundo Bolsonaro, quem sugerir congelamento de aposentadorias e pensões recebrá "cartão vermelho". Bolsonaro disse ainda que até 2022 "está proibido falar em Renda Brasil", afirmando em seguida que o Bolsa-Família será mantido.
(*) Com informação da Agência Brasil


Nenhum comentário