Nos Bastidores

Deputada Flordelis é a mandante da morte do pastor Anderson do Carmo, conclui polícia

A deputada federal Flordelis, fala sobre a morte de seu marido, o pastor Anderson do Carmo.

Da Revista Cenarium*
Conforme matéria publicada na edição do Bom Dia Rio, da TV Globo, a Polícia Civil concluiu o inquérito que investigava a morte do pastor Anderson do Carmo executado em 16 de junho de 2019. Na manhã desta segunda-feira, 24, a ‘Operação Lucas 12’ foi deflagrada pela Polícia Civil em parceria com o Ministério Público do Estado para prender todos os envolvidos no crime.
Segundo a Denúncia do MPRJ, a deputada Flordelis (PSD-RJ) é a responsável por planejar a morte do pastor Anderson do Carmo. Além disso, a parlamentar convenceu o seu filho, Flávio dos Santos Rodrigues o autor dos disparos e os demais acusados a participarem do crime.
Filhos de Flordelis são presos por suspeita no envolvimento na morte do pastor Anderson do Carmo (Reprodução / TV Globo)
De acordo com o que apurou o inquérito da Polícia Civil, a ideia de Flordelis era simular que Anderson do Carmo teria sido vítima de um latrocínio, que é o roubo seguido de morte. A deputada também financiou a compra da arma utilizada no crime e avisou da chegada da vítima no local da execução.
A operação visa cumprir mandados de prisão preventiva contra nove dos 11 denunciados pelo crime de homicídio de Anderson do Carmo, ex-marido da deputada federal. Também são cumpridos mandados de busca e apreensão em endereços ligados aos réus em Niterói, São Gonçalo, Rio de Janeiro e Brasília.
Flordelis foi indiciada pelo crime de homicídio triplamente qualificado, tentativa de homicídio, falsidade ideológica, uso de documento falso e organização criminosa majorada. No entanto, a parlamentar não pode ser presa por estar em exercício de mandato de deputada federal. Nestes casos, a Constituição proíbe a prisão cautelar que não seja a prisão em flagrante.
Até a última atualização desta reportagem, cinco filhos do casal e a neta da deputada haviam sido presos por envolvimento no crime.
“Operação Lucas 12” chega a casa da deputada federal Flordelis, na manhã desta segunda-feira (Reprodução/TV Globo)
Ainda de acordo com a Polícia Civil, uma cópia do inquérito será encaminhada à Câmara dos Deputados Federal para adoção de medidas administrativas cabíveis. O procedimento poderá levar ao afastamento da parlamentar para que ela responda pelo crime na prisão.
O motivo do crime, segundo a Polícia Civil seria o fato de a vítima manter rigoroso controle das finanças da família, não permitindo tratamento privilegiado das pessoas mais próximas a Flordelis, em detrimento de outros membros da numerosa família.
Relembra o caso:
O pastor Anderson do Carmo foi morto, na garagem de casa, com mais de 30 tiros. Para a polícia, ficou evidente a intenção de matá-lo sem que ele tivesse condições de reagir.
Flávio dos Santos, filho biológico de Flordelis, é apontado como autor dos disparos que mataram o pastor. Ele foi preso no velório do padrasto durante a primeira fase das investigações.
Lucas dos Santos de Souza, irmão de Flávio, foi preso horas depois do irmão, acusado de ter conseguido a arma do crime, que foi encontrada na casa da deputada federal.
Eles foram denunciados por homicídio triplamente qualificado. A pena prevista é de 12 a 30 anos.
(*) Com informações da TV Globo



Nenhum comentário