Nos Bastidores

"Vivemos entre pessoas racistas e hoje a coisa está muito pior", comentou Elza Soares


A cantora Elza Soares participou do "Saia Justa" de ontem, na GNT, e falou sobre os casos de racismo que vêm acontecendo no mundo e também no Brasil. Segundo afirmações dela, o Brasil sempre foi um país racista e atualmente está pior.

"O Brasil sempre foi um país racista", disse a sambista que completou 90 anos de idade em junho. "Eu posso falar isso porque eu já passei muito por isso, e para chegar onde cheguei, tive que passar por muita coisa", continuou.

"Vivemos entre pessoas racistas e hoje a coisa está muito pior. Isso é muito triste e dá vontade de chorar de tanta tristeza. Para mim, todo ser humano é ser humano. Todo mundo é igual e está todo mundo morrendo aí nessa quarentena", disse.


No programa, a cantora lançou o clipe de "Negão Negra", seu novo single que conta com a participação do cantor Flávio Renegado, que também esteve presente na conversa.

"Essa música foi lançada em um momento muito sério, e no momento certo", disse Elza sobre a canção que trata da luta contra o racismo estrutural. "Quando a escutei, eu falei: 'É tudo isso que quero cantar'. Essa música chegou para falar 'eu estou aí para ajudar vocês'".


Nenhum comentário