Nos Bastidores

Mirtes Salles vai treinar pré-candidatas do Republicanos para este pleito


A vereadora e secretária da mulher do Republicanos, no Amazonas, Mirtes Salles, vai treinar as pré-candidatas do partido para o pleito deste ano. A iniciativa, para estimular o protagonismo feminino, tem como objetivo potencializar as chances das candidatas, além de cumprir a meta de 30% de candidatas mulheres, como determina a legislação.

"Com a capacitação eu acredito que aumentam as chances na disputa das nossas mulheres Republicanas, que nesta eleição não serão apenas uma cota e sim candidatas com potencial para se eleger.", observou Mirtes Salles.

Os treinamentos vão acontecer na sede do partido, localizada na Avenida Darcy Vargas. Os dias e horários ainda estão sendo ajustados. 

Toda essa valorização feminina faz parte da estratégia para este pleito e mesmo com um homem, o deputado federal Alberto Neto, como pré - candidato ao cargo majoritário – o partido não descarta a possibilidade de eleger mais de uma vereadora para a Câmara Municipal de Manaus.

"Tenho conversado muito com o deputado Alberto Neto sobre as candidatas republicanas, sobre a importância de aumentar a representatividade de mulheres na Câmara Municipal de Manaus e em todas as casas legislativas do país, ambos temos consciência da importância dessa capacitação", afirmou a vereadora.

A partir deste ano, com a vigência da nova legislação eleitoral, as coligações não serão mais permitidas e cada partido deverá registrar perante à justiça eleitoral ao menos 30% de candidatas mulheres.

O estímulo à participação feminina por meio da chamada cota de gênero está previsto no artigo 10, parágrafo 3°, da Lei das Eleições. Os partidos também devem reservar ao menos 30% dos recursos do Fundo Eleitoral para financiar as campanhas de candidatas no período eleitoral.

Em 2016, quando tivemos a última eleição municipal, apenas 31,89% das candidaturas eram femininas e muitas foram candidatas laranjas, visto que, mais de 16 mil candidatos concluíram a eleição sem ter recebido nem sequer um voto, nem o dele mesmo, o que levantou suspeita de candidaturas laranjas. Desse total, 14.417 eram mulheres e apenas 1.714 eram homens.


Nenhum comentário