Nos Bastidores

Mirtes Salles e o deputado Alberto Neto fazem live para abordar as políticas públicas para mulheres em 2020


Nesta quarta-feira (1), às 19h no perfil @mirtessallesoficial no Instagram, a vereadora e secretária da mulher do Republicanos no Amazonas vai conversar com o deputado federal Alberto Neto sobre políticas públicas para as mulheres em 2020.

Mirtes que também é presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher, na Câmara Municipal de Manaus, tem usado o recurso da plataforma digital para abordar temas pertinentes ao mandato desde o fim de abril.

Já participaram das lives a delegada Débora Mafra, que durante anos foi titular da Delegacia Especializada em Crimes contra Mulher.

A advogada Tatatiane Campos e a psicóloga Luciana Neder, que atuam no atendimento às mulheres em situação de violência doméstica, do Núcleo de Atendimento à Mulher, da CMM.

Além delas, também conversaram com a vereadora em lives a juíza da vara especializada em crimes contra mulher, Luciana Nasser, e as vítimas de violência doméstica, Maria Azedo, e Ádria Marques que tiveram a coragem de denunciar os abusos em redes sociais.

"É muito importante dar voz às mulheres e aos atores dessa rede de proteção à mulher. Essas conversas foram muito ricas e trouxeram a luz do debate o combate a violência contra mulher. As estatísticas apontaram que esses casos aumentaram durante a pandemia e nós que estamos nessa luta não podemos relaxar", pontuou a vereadora Republicana.

Agora a conversa vai ser direcionada para outro patamar; o legislativo. Tanto o deputado federal, Alberto Neto, quanto a vereadora, Mirtes Salles, vão abordar os desafios de fortalecer a rede de atendimentos e combate a violência doméstica, além de outros temas pertinentes às mulheres como saúde, emprego e renda.

Alberto Neto exerce o primeiro mandato na Câmara dos Deputados e Mirtes Salles assumiu uma cadeira na CMM no ano passado.
"Os parlamentares têm o dever de atender os anseios da população e nós sabemos que ainda temos muito trabalho pela frente, principalmente, no que tange a implementação de políticas públicas que beneficiem as mulheres brasileiras e, principalmente, as do Amazonas", observou Mirtes Salles.


Nenhum comentário