Nos Bastidores

Câmara Municipal de Presidente Figueiredo ocupa último lugar no ranking de transparência do AM, aponta MPC

Gabriel Ricardo - Agência GR7

De acordo com o parecer da Coordenadoria de Transparência, Acesso à Informação e Controle Interno, apontou que a Câmara Municipal de Presidente Figueiredo, no Amazonas, ocupa o último lugar no ranking de transparência do Ministério Público de Contas do Amazonas (MPC-AM).
No parecer do MPC, a transparência da Câmara em Presidente Figueiredo está em estado crític0. 

Presidida por Jonas Castro (Avante), a atual situação de transparência na Câmara não é o principal problema enfrentado por seu presidente.

Em junho deste ano, Jonas Castro (Avante) foi afastado da presidência da câmara pela Justiça por improbidade e nepotismo. Mas, outra decisão judicial reconduziu o parlamentar à direção da Câmara na Terra das Cachoeiras.

A saga de Jonas para se manter Presidente

Lutando para se manter presidente da câmara, Jonas Castro (Avante) assumiu por pelo menos duas vezes a prefeitura municipal de Presidente Figueiredo  e, desde então, aguarda o julgamento definitivo que trata da cassação de Romeiro Mendonça  (PP) e seu Vice, em Brasília, na ação judicial movida pelo partido Avante, de Presidente Figueiredo.

A quem beneficia a cassação de Romeiro Mendonça?

Caso o prefeito ou o vice-prefeito estejam impedidos de ocupar a prefeitura, o presidente da câmara dos vereadores deve assumir o cargo. Em de Presidente Figueiredo, Jonas é o presidente da câmara e primeiro na linha sucessória da cadeira executiva, caso Romeiro e seu vice sejam afastados definitivamente.

Nenhum comentário