Nos Bastidores

"Quero manter a coerência", diz Alberto Neto ao refutar possíveis alianças para disputar a Prefeitura de Manaus

Alberto Neto sustenta em entrevista que sua pré-candidatura está consolidada e que agora a busca é pelas parcerias. (Reprodução/Internet)

Mencius Melo – Da Revista Cenarium

Pré-candidato a eleição para prefeito de Manaus, o deputado federal Capitão Alberto Neto (Republicanos-AM) está na costura para viabilizar a composição de uma chapa majoritária. Em entrevista à REVISTA CENARIUM, o parlamentar adiantou alguns passos e reafirmou em linhas gerais, sua disposição para não abrir mão da ‘cabeça de chapa’.
Confira:
Revista Cenarium – Pré-candidato, o senhor tem declarado que não aceita ser vice de ninguém. E se for um grande quadro histórico da política amazonense a lhe fazer essa proposta?
AN – "Não. Hoje eu sou pré-candidato à prefeitura de Manaus".
Revista Cenarium – Em um eventual articulação de direita. Coronel Menezes e Josué Neto podem estar no seu barco?
AN – "Não. Conversei com David Almeida e na eleição passada, por exemplo, ele coligou com o PT e com o PCdoB, então tenho algumas restrições (com alianças) e quero manter a coerência".
Revista Cenarium – A possibilidade de uma frente ampla de direita, com apoio de Bolsonaro, está descartada?
AN – "Por hora vamos trabalhar em buscar um diálogo com os partidos e outros pré-candidatos de direita e conservadores. Sem conchavos, comprometidos com o povo. Minha Aliança é com Manaus".
Revista Cenarium – Na sua avaliação, qual é o principal eixo de sua possível pré-campanha/ campanha para a prefeitura de Manaus? É a Segurança Pública?
AN – "Tenho conversado com muita gente, pessoas que votaram no Capitão Alberto e outras que vêm acompanhando o nosso mandato e tem me incentivado. Pessoas que acreditam nos valores da família, de Deus, e que acreditam que é possível fazer uma gestão técnica, transparente e sem corrupção".
Revista Cenarium – Com a experiência de pouco mais de um ano na política partidária, o senhor diria que está preparado para assumir o comando da maior metrópole da Amazônia?
AN – "Temos boas ideias para Manaus e já estamos trabalhando nosso plano de governo para discutir e apresentar para a população. Acho que temos tudo para construir uma frente ampla, com diálogo, humildade e bom senso".

Nenhum comentário