Nos Bastidores

Prefeitura de Presidente Figueiredo pretende gastar R$ 6,6 milhões com limpeza

Bruno Pacheco e Gabriel Ricardo* – Da Revista Cenarium
MANAUS – Com o município chegando aos 500 casos de Covid-19, sendo 16 óbitos, a prefeitura de Presidente Figueiredo (a 119 quilômetros de Manaus, no Amazonas), pretende gastar R$ 6,6 milhões na execução de serviços de limpeza pública no município.
Segundo despacho de adjudicação e homologação do Pregão Presencial SRP Nº 037/2019, publicado no Diário Oficial dos Municípios (DOM), na edição da última sexta-feira, 29, e assinado pelo prefeito Romeiro Mendonça (Progressistas), a empresa contratada é a Basalto Construções e Projetos Ltda, que ficará responsável pela limpeza nas vias de rolamento, praças, áreas urbanas ou rurais da cidade.
A reportagem da REVISTA CENARIUM entrou em contato com a prefeitura de Presidente Figueiredo na manhã desta segunda-feira, 1º, e questionou o Executivo Municipal sobre a vigência do contrato, quais ruas a empresa irá realizar o serviço, qual a fonte do recurso, como a prefeitura justifica o valor do contrato e se o serviço foi contratado com o objetivo de combater a Covid-19.
Em nota, a prefeitura informou que a demanda foi encaminhada para a Procuradoria Geral do Município (PGM) e para Comissão Especial de Licitação (CML), solicitando as respostas com maior brevidade possível.
A empresa
Em consulta à Receita Federal, a empresa Basalto Construções e Projetos Ltda, de nome fantasia BC Engenharia, tem como atividade econômica principal a construção de edifícios e outras 56 atividades econômica secundária.
A Receita mostra, ainda, que a empresa fica localizada no bairro Chapada, em Manaus, e que possui capital social de R$ 4,8 milhões.
Presidente Figueiredo
Entre os 20 municípios do Amazonas com mais casos confirmados da pandemia do novo Coronavírus, com 456 infectados, Presidente Figueiredo reabriu o turismo a partir desta segunda-feira, 1º, seguindo o calendário do governo do Amazonas de retomada gradual do comércio.
Mesmo não sendo um serviço essencial, o setor, no município, tem forte impacto na economia local. Segundo o prefeito Romeiro Mendonça (Proguessistas), a reabertura seguirá todas as regras de prevenção à Covid-19.
Romeiro Mendonça e Mário Abrahão
Enfrentando uma série de decisões judiciais, Romeiro Mendonça e o vice Mário Abrahão (PDT), foram afastados do cargo em abril deste ano pela terceira vez, em decisão ministro Luís Felipe Salomão, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mas retornaram ao cargo após o magistrado suspender a própria medida.
Segundo Salomão, a troca de poder na prefeitura traz sérias implicações no combate à pandemia do novo Coronavírus, doença que causa a Covid-19.
Confira o despacho:
Nos Bastidores AM

Nenhum comentário