Nos Bastidores

Gustavo Lima é advertido pelo Conar, após fazer propaganda em lives.


O Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária) julgou nesta quinta-feira (14) a representação ética que havia aberto contra ações publicitárias feitas nos shows "Live Gusttavo Lima - Buteco em Casa" e "Buteco Bohemia em Casa", do cantor Gusttavo Lima. Por unanimidade dos conselheiros presentes à sessão virtual, o cantor foi apenas "advertido" pelo Conar.

O processo foi aberto no meio de abril, após "dezenas de denúncias de consumidores", que consideraram que as ações publicitárias feitas pela Ambev durante as apresentações precisariam de "cuidados recomendados pelo Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária para a publicidade de bebidas alcoólicas".

Após isso, o Conselho foi acusado nas redes sociais de ter denunciado o cantor por motivações políticas ou para defender emissoras de televisão, que estariam perdendo audiência com as apresentações. Em sua defesa, o Conar afirmou que "atua exclusivamente em nome de anunciantes, agências e veículos de comunicação no exame do conteúdo de publicidade de todos os tipos, inclusive aquelas envolvendo influenciadores digitais".

A Ambev, por sua vez, afirmou que enviou um guia aos artistas, reforçando as regras do conselho. "Estamos reforçando as regras dado esse novo contexto de entretenimento virtual e estamos mais do que nunca comprometidos com o consumo responsável de nossos produtos", declarou a empresa.


Nenhum comentário