Nos Bastidores

Atriz Fernanda Concon 'dá aula' ao Ministro da Educação.


Quem acordou hoje e viu o nome de Fernanda Concon entre os mais comentados do Twitter pode não ter entendido nada. Mas seu mais de 1 milhão de seguidores a conhece muito bem.

Intérprete de Alícia em Carrossel (2012), do SBT, Fernanda Concon criticou o discurso do ministro da Educação, Abraham Weintraub, que decidiu manter a data inicial do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) mesmo com as consequências da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). "Chega a ser uma piada", alfinetou a jovem, que atualmente cursa Relações Internacionais na PUC, em São Paulo.

No início da semana, a estudante publicou no IGTV do Instagram um vídeo com o título: "Enem 2020: O que eu tenho a dizer ao Ministério da Educação. Exame Nacional do Ensino Médio ou Exame de Privilégios do Ensino Médio? #AdiaEnem". A hashtag faz parte da campanha para que o ministro adie as datas das provas.

"Se você tem o mínimo de entendimento sobre o que tá rolando no mundo e principalmente no Brasil agora... Se você tem o mínimo de compreensão sobre realidade social no nosso país, você vai entender sobre o que tô falando e vai entender a minha indignação ao comentar sobre isso com vocês", começou ela.

"Vim falar sobre o Enem 2020 sim. Foi uma coisa que vocês me pediram muito, mas mesmo se ninguém tivesse me pedido eu sinto que eu tenho uma responsabilidade com vocês. Eu tenho um dever a cumprir com vocês como estudante, como brasileira, como influenciadora", declarou a youtuber.

Ela ressaltou que sempre falou sobre educação nas suas redes sociais, ainda mais por saber que muitos dos seguidores estão em época de vestibular e pretendiam fazer o Enem. "Tenho essa responsabilidade de me posicionar junto com vocês sobre esse descaso que foi divulgado pelo Ministério da Educação. Chega a ser uma piada.", disparou.

"Quando rola uma coisa dessas, nós influenciadores temos responsabilidade de dar a cara a tapa aqui, dar a voz a muita gente que não é escutada. Seria muito fácil falar: 'Ah, eu tenho a minha universidade privada, meu EAD tá funcionando, então nem vou falar sobre isso'. Na minha cabeça isso é incabível", afirmou a atriz.

Fernanda também disse que pesquisou "as melhores fontes" para falar sobre o assunto. "Não é de hoje que o nosso ministro da Educação, Abraham Weintraub, mostra algum tipo de incompetência perante o ministério que ele foi designado a cuidar no nosso país. Tem a história do ano passado dos 30% que ele queria cortar das universidades federais porque ele considerava que rolava balbúrdia", relembrou.

"Eu acho que o salário desse cara impede ele de enxergar outras realidades para além dele. Eu acho que ele nunca ouviu, ele que trabalha com política, que nós somos o sétimo país mais desigual do mundo, segundo o programa das Nações Unidas para o desenvolvimento. Por aqui 13,5 milhões de pessoas vivem em extrema pobreza. Isso significa que elas vivem com até R$ 145 por mês", informou ela.

"Eu pesquisei uma matéria de abril do ano de 2017. O plano mais barato de internet naquela época custava mais ou menos R$ 40. Agora a gente pega uma pessoa que vive com até R$ 145, você está falando que em números arredondados é para ela gastar 30% do que ela ganha por mês em internet", criticou a jovem.

"Mas assim, você tem internet mas não tem aparelho nenhum, né? Até porque você ganha até R$ 145 por mês. 30% da população brasileira não tem acesso à internet. Vocês têm noção que isso é mais do que 60 milhões de pessoas?", questionou.

A estudante citou uma entrevista dada pelo ministro para a Jovem Pan em abril: "Abraham Weintraub disse que 'o objetivo do Enem é selecionar as pessoas mais qualificadas e mais inteligentes'. Qualificadas você diz dinheiro, né? O discurso da meritocracia aqui no Brasil não nasceu ontem, ele é velho. E tem muita gente que acredita ainda nesse conto de fadas que é a meritocracia, porque é isso que ela é".

Para explicar o que é meritocracia aos seguidores, a jovem utilizou uma analogia em que pessoas são divididas em dois grupos e teriam que lutar. Para uma parte é oferecido armas de fogo e para outra apenas facas de cozinha.

"No final, quem ganhou? Faz essa reflexão. Você acha que deu as mesmas condições para essas pessoas batalharem? É óbvio que um grupo ia ganhar. Esse grupo que ganhou é porque eles eram mais inteligentes, mais qualificados para responder aquela prova? Não, é porque eles tinham mais recursos para ganhar aquilo", ressaltou.

Fernanda rebateu as falas de Weintraub de que adiar o Enem frustraria os estudantes. "Sabe o que frusta um aluno? É você querer fazer aquela prova, é você querer passar numa universidade, porque às vezes é sua única chance de passar e fazer uma universidade, e você não ter condições, não saber por onde começar, você não ter recursos. Isso frusta um aluno", afirmou.

"Abraham Weintraub não desconsiderou só o ponto da desigualdade social no nosso país, ele desconsiderou o psicológico dos alunos", alegou. A jovem ainda pediu para o político lembrar qual sensação teve ao prestar a Fuvest e ser aprovado para estudar na USP (Universidade de São Paulo).

"O que está rolando hoje com o Ministério da Educação nada mais é do que um reflexo do governo que a gente vive, que dá abertura para coisas desse tipo, que já mostrou que não liga para a população brasileira. Uma hora é um "e daí?" para 5 mil mortos, outra hora é um "estude como puder" para 13,5 milhões de pessoas em extrema pobreza", conclui a atriz.

O vídeo se espalhou rapidamente pelo Twitter e foi compartilhado por milhares de pessoas, impulsionando o nome da atriz.

Conheçam um pouco mais sobre a atriz Fernanda Concon, nascida em São Paulo, em 2002, e começou sua carreira em comerciais, aos 5 anos de idade. Em 2008, estreou na TV no seriado "Mothern" do GNT. Mas seu grande estouro se deu entre 2012 e 2013 com a personagem Alicia, na segunda versão da novela "Carrossel" do SBT. Fernanda ainda emendou dois filmes da franquia e atualmente pode ser vista no seriado "Dra. Darci" no Multishow.

Concon é vegetariana e também entrou neste ano na faculdade. Ela cursa Relações Internacionais na PUC de São Paulo e adora gravar vídeos para o Instagram, explicando um pouco mais sobre a futura profissão para os fãs.

Entre suas amigas famosas, se destaca Maisa Silva. A apresentadora fez questão de elogiar Fernanda por sua postura no vídeo que viralizou. "Essa é a minha melhor amiga", se derreteu Maisa, no Twitter.


Nenhum comentário