Nos Bastidores

Angelina Jolie faz apelo aos governantes, para que doem auxílio para famílias vulneráveis.


Angelina Jolie quer que o Congresso dos Estados Unidos aumente o auxílio financeiro dado às famílias mais vulneráveis durante a pandemia do novo coronavírus. A preocupação da atriz envolve principalmente os núcleos familiares com crianças famintas.

"Muitas das crianças mais vulneráveis da América perderam quase 740 milhões de refeições que fariam em suas escolas, que foram fechadas por causa do coronavírus. Com os pais perdendo empregos e salários, muitas crianças estão passando fome", escreveu Jolie em carta aos parlamentares Nancy Pelosi, Kevin McCarthy, Mitch McConnell e Chuck Schumer.


Ao longo do mês de abril, mais de 22 milhões de norte-americanos foram declarados como desempregados, aumento que já custou ao programa um acréscimo de 2 bilhões de dólares no valor investido com o auxílio.


De acordo com a Fox News, o benefício SNAP (sigla para Suplemental Nutrition Assistance Program, ou "Programa de Assistência Nutricional Suplementar", em tradução livre) custava cerca de 4,5 bilhões por mês ao governo dos Estados Unidos.


"Fortalecer o SNAP não vai resolver todos os desafios que as famílias mais pobres estão enfrentando durante esta emergência de saúde pública, mas vai ajudar a garantir que menos crianças vão para a cama com fome no nosso país", afirmou Angelina.


Nenhum comentário