Nos Bastidores

'Lamento que o País tenha que combater 2 vírus', declara João Doria sobre demissão de Sergio Moro.

João Doria, governador de São Paulo (PSDB), lamentou hoje o pedido de demissão do ministro da Justiça, Sergio Moro, e atacou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). O político tucano disse que o Brasil enfrenta dois vírus: o coronavírus e "o outro no Palácio do Planalto".

"Quero começar nas mensagens falando sobre Sergio Moro. O ex-juiz e ex-ministro da Justiça e segurança pública. Na qualidade de governador quero dirigir minha solidariedade a esse patriota. Cumpriu seu papel brilhantemente, como fez durante quase 23 anos como magistrado. A saída é um golpe na Justiça, golpe na liberdade e na democracia do Brasil. Lamento muito que nosso país tenha que combater dois vírus: o coronavírus e o outro no palácio do Planalto em Brasília. São Paulo reconhece e agradece o trabalho do ministro ao longo da sua atuação. Foi republicano, correto, agiu de forma diligente", declarou.


Questionado se pretende oferecer algum cargo ou pedir colaboração de Moro, Doria afirmou que não é hora de pensar no futuro e que cabe ao ex-juiz decidir o que fará.


O governador de São Paulo também disse que Moro ajudou a mudar a história do Brasil ao conduzir a operação Lava Jato e cumprimentou a direção da Polícia Federal.


"Quero cumprimentar toda a direção da polícia federal pelo mesmo posicionamento pelos últimos 16 meses. E registrar que, como brasileiro que sou, e alguém que aprendeu a admirar o juiz que ajudou a mudar a história deste país ao conduzir a Lava Jato, ao levar para a prisão centenas de criminosos, ajudou a escrever as melhores páginas deste país. É lamentável que ele tenha tido sua decisão amparado nas circunstâncias para deixar a posição de ministro de estado", afirmou.

Nenhum comentário