Nos Bastidores

Felipe Souza faz ressalvas quanto ao "lockdown".


Em sessão virtual da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam) na manhã desta quarta-feira (29), o deputado estadual Felipe Souza (Patriota)  fez algumas ressalvas em relação ao pronunciamento da deputada Joana Darc (PL) sobre o possível "lockdown" no estado. O parlamentar afirmou que essa é uma medida muito perigosa, visto ter pessoas que estão nas ruas apenas por extrema necessidade, “essa medida do “fecha tudo” é muito grave, praticamente ficam apenas farmácias e hospitais abertos. Antes de se pensar em "lockdown", tem que se fazer um esforço para colocar em funcionamento a totalidade do Delphina Aziz, que tem mais de 100 leitos sem serem utilizados. De igual modo, o Hospital Nilton Lins, que hoje tem capacidade para 400 leitos e não tem nem 100 leitos ocupados, ou seja, mais de 300 leitos vazios. Pode-se pensar em "lockdown" depois de colocar 100% da capacidade de leitos disponíveis para atender a população. Após isso, aí se pode pensar numa medida mais drástica, mas nós ainda temos alternativas antes de adotar um "lockdown", até porque precisamos pensar naqueles que trabalham hoje para poder comer amanhã”, enfatizou Felipe Souza que também enviou dois requerimentos indicativos ao governador, Wilson Lima, sobre os médicos do Estado e teve um Projeto de Lei aprovado pela Casa.

O parlamentar afirmou que hoje o Amazonas tem aproximadamente 300 médicos que se formaram em outros países e aguardam a prova do Revalida para começar a atuar em suas áreas. Felipe pediu ao governador que tome providências quanto a realização urgente dessa prova, afirmando a falta de profissionais na linha de frente no combate ao coronavírus (Covid-19). O deputado também sugeriu ao estado, fechar um convênio com a Comissão Estadual de Residência Médica do Amazonas -  CERMAM, no sentido de, os médicos que se formaram recentemente e aqueles que em breve também concluirão seus cursos, possam integrar equipes de profissionais da rede de saúde pública do estado.

Além disso, Felipe também agradeceu aos colegas sobre seu Projeto de Lei aprovado. O PL n°156/2020 dispõe sobre o uso da Telemedicina em qualquer atividade de saúde pública ou privada no âmbito do estado do Amazonas durante a crise causada pelo coronavírus. “Com certeza um projeto de grande relevância. Vamos aguardar agora a sanção do governador para que esse projeto possa estar, na prática, beneficiando a população do estado do Amazonas como um todo, tanto aqueles que são usuários da saúde pública como os da saúde privada”, destacou Felipe Souza.s

Nenhum comentário