Nos Bastidores

Afastamento imediato | TSE mantém cassação de Romeiro Mendonça

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cassou, no dia 03 de abril, por abuso do poder econômico nas eleições de 2016, o mandato do prefeito Romeiro Mendonça e do vice-prefeito Mário Abrahão, de Presidente Figueiredo,  mantendo decisão do colegiado do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), que decidiu realizar novas eleições no município.

O vereador Jonas Castro, presidente da Câmara de Presidente Figueiredo, assumirá o cargo de prefeito interinamente.

Romeiro estava ainda no cargo por força dessa liminar, conseguida dez dias depois da cassação de mandato pelo Pleno do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE).  

A decisão do TSE é para que Romeiro e Mário sejam afastados imediatamente dos cargos.

 A decisão do ministro relator do TSE, Luis Felipe Salomão cassa a liminar concedida em favor do prefeito pelo vice-presidente do TRE/AM, desembargador Jorge Manoel Lopes Lins, no dia 06 de abril, deste ano. 
A sentença saiu no dia 03 de abril e publicada no Diário Eletrônico do TSE, nesta segunda-eira (06/04).


Nenhum comentário